O Corvo do Inverno – Amostra

Tudo começou com a alvorada dos corvos. O bater de asas uníssono ressoou pela noite fria e a neve caiu sobre a cidade. Os moradores saíram às ruas, absortos pela paisagem, os rostos abobados olhando para cima. A maioria deles jamais vira um floco de neve se desprender dos céus, principalmente em sua cidade, onde... Continue lendo →

Anúncios

Sobre O Vigésimo Sétimo Natal

As primeiras centelhas desse conto surgiram durante um natal em família. Na ocasião, onde eu não estava muito animado para interações familiares, comecei  a refletir sobre como aquela data poderia ter significados tão divergentes de acordo com cada pessoa. Nos vendem a ideia de que natal é família, alegria, confraternização, etc; mas também acontecem coisas... Continue lendo →

O Vigésimo Sétimo Natal – Amostra

O sol nascia preguiçoso no horizonte enquantogordas nuvens se arrastavam pelo céu carmesim. Relâmpagos piscavam como que fotografando o clima natalino das ruas vazias onde pisca-piscas apagados ornamentavam casas vulgares e malcuidadas. O mundo era cinza e silencioso através da janela entreaberta. Thomas fechou-a com um leve empurrar do indicador e retornou para a frente... Continue lendo →

Caminhando Descalço

Crianças nem sempre são criaturas sinceras. Quando lhes perguntam “o que você quer ser quando crescer?” elas reproduzem algo sem pensar, cuspindo de qualquer jeito: advogado, médico, bombeiro, policial, professor, etc. É o que os adultos – malditos sejam – querem ouvir. A árvore dos sonhos começa a ser podada muito cedo. O impossível é... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑